(84) 9 9986-1150

Após 14 anos em abrigo, cão idoso finalmente é adotado e dorme em sua própria caminha

Um vira-lata, chamado Stuart, chegou no abrigo de animais com apenas um ano. Por ser novinho, os voluntários acreditavam que não demoraria para que o filhote encontrasse um lar, mas o contrário aconteceu. Passou-se mais de uma década e o cão não teve a oportunidade de encontrar uma família que o amasse verdadeiramente.

O cão passou por duas adoções, mas ambas as famílias devolveram ele. Os voluntários se preocupavam se Stuart encontraria um lar. E do mesmo modo, o cão estava entristecido por se sentir solitário. Desde 2008, o cão tem vivido sob os cuidados do abrigo. Mas graças a uma alma generosa, que se compadeceu de sua história e decidiu compartilhá-la nas redes sociais, seu destino mudou.

“Realmente partiu meu coração saber que existem cachorros lá há 14, 10, 8, 5 anos, como Stuart”, disse um funcionário ao The Dodo. “Então eu postei a história dele [no TikTok] na esperança de encontrar um lar para ele.”
Uma mulher chamada Natalie Snyder que mora a cinco horas do abrigo em que Stuart vive, soube de sua história. E decidiu agir.

Ela é fundadora do Repo’s Rescue — serviço de resgate animal — e quis adotá-lo. Como a história do cão havia viralizado, ela sabia que ele tinha uma fila de adotantes, mas mesmo assim pegou a estrada e foi esperançosa. Chegando no local, a mulher foi informada de que o abrigo havia desistido da adoção, já que o cão estava com eles há 14 anos.

Só que ela e os outros candidatos a adoção, insistiram para que o abrigo voltasse com a decisão. Pois ela sabia que Stuart precisava dela, assim como ela precisava dele. Foi então que recebeu a melhor ligação de sua vida! “Eles me ligaram um dia depois, quando eu estava de volta em casa”, disse Snyder. “Eles permitiram sua adoção e eu poderia trazer Stuart para casa.”

A vida do cão mudou! Ele não dorme mais no chão duro, não recebe carinho esporadicamente e tão pouco visitas de estranhos. Ele tem o seu lar, o seu cantinho e a sua família. Agora, ele é feliz! “Ele adora sua cama ortopédica e explorar o quintal observando os pássaros”, disse Snyder. “É muito emocionante vê-lo fazer a transição e experimentar a vida em seus próprios termos.”

R7

Postado em 26 de agosto de 2022 - 13:16h