Camareira se atrapalha e confunde chanceler do governo Lula em depoimento

Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro tenta identificar o homem que supostamente xingou uma camareira de “preta suja” no apart hotel onde o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, possui um apartamento.

Imagens das câmeras de segurança mostram que o suposto agressor não é Vieira. Uma confusão no depoimento da camareira acabou envolvendo o ministro do governo Lula no caso de injúr1a racial.

Segundo o Itamaraty, Vieira é dono de um apartamento no apart hotel em que a camareira trabalha, mas não vai ao local há pelo menos dois meses.

Fonte: Blog do BG