(84) 9 9986-1150

Sem botijão de gás há 5 meses, mulher tem queimaduras de 2º e 3º graus ao cozinhar com etanol; neto de 1 ano também se queimou

Uma mulher de 46 anos teve queimaduras de 2º e 3º graus enquanto cozinhava com etanol. O neto dela, de 1 anos e 5 meses, também teve queimaduras de 2º grau. Maria das Dores Morais contou que não conseguia comprar o botijão de gás há 5 meses.

O acidente aconteceu dia 21 de maio, mas os dois continuam internados no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Walfredo Gurgel.

Maria das Dores contou que estava fazendo o jantar usando etanol quando o acidente aconteceu. “Eu peguei a vasilha e ela já estava seca, já tinha queimado a primeira parte. Mas ela estava quente e a combustão foi tanta que não deu tempo nem de colocar mais álcool na vasilha. O botijão (onde estava o etanol) explodiu em cima de mim de imediato e incendiou minha cozinha. Eu corri pra socorrer meu neto porque o álcool correu o corredor e foi até meu netinho. Foi um desespero. Eu em chamas, meu neto em chamas. Meu filho socorreu jogando água em cima da gente”, contou.

Maria das Dores mora em Ceará-Mirim, município da Grande Natal, com a filha de Maria Eulália Morais, de 23 anos, e o neto de 1 ano e 5 meses, Anthony Asafe Oliveira da Silva. Ela e a filha estão desempregadas.

Ela contou que essa não foi a primeira vez que usou etanol pra cozinhar, mas que nunca havia ficado tanto tempo sem conseguir comprar o gás de cozinha. “Eu já tinha usado etanol, mas por pouco tempo, dois, três dias. Mas só que dessa vez eu passei cinco cinco meses sem conseguir comprar meu gás e a solução foi essa”, disse.

“Mas eu aconselho a cada mãe de família, pai de família, que não façam isso. Um botijão custa caro? Custa. Mas hoje eu estou pagando um preço muito alto por usar uma coisa mais barata”, disse Maria das Dores.

Ela e o neto se recuperam no Centro de Tratamento de Queimados do Walfredo Gurgel.

Alta do gás

O preço do botijão de gás no RN varia de R$ 125 a R$ 130. O último reajuste foi registrado em março deste ano.

G1

Postado em 6 de junho de 2022 - 12:20h