Zurich Airport assume administração do Aeroporto de Natal, o primeiro a ser relicitado no país

O Aeroporto de Natal passou a ser administrado pela nova concessionária, a Zurich Airport, nesta segunda-feira (19). Primeiro terminal aéreo leiloado e concedido à iniciativa privada no Brasil, o aeroporto também foi o primeiro a passar por um processo de relicitação, concluído maio de 2023. A empresa pagou R$ 320 milhões pelo equipamento.

A Zurich Airport se tornou oficialmente a administradora do terminal à meia-noite, após um processo de transição com a antiga concessionária, a Inframérica. O novo contrato de concessão tem prazo de 30 anos.

O primeiro avião a pousar no terminal sob nova concessão, por volta da 0h30, recebeu um “batismo” com jatos d’água e recepção especial para os passageiros. O voo teve origem em Presidente Prudente.

Concedido pela primeira vez à iniciativa privada em 2011, o terminal começou a operar em 2014 e passou por uma devolução amigável, feita pelo Consórcio Inframérica, à União. A empresa administradora do terminal anunciou o pedido de devolução em 2020.

Localizado no município de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, o terminal está a 18 quilômetros do Porto de Natal e a 30 quilômetros do centro da capital potiguar. Ele tem capacidade para receber seis milhões de passageiros por ano.

Uma cerimônia de transferência de responsabilidade operacional foi marcada para a tarde desta segunda-feira (19), para marcar o início da nova administração.

“Nós temos um compromisso de longo prazo, de 30 anos, e tem muita coisa para desenvolver. Primeiro a gente está arrumando a casa, vamos começar a operar do nosso jeito. Já começamos a fazer pequenas melhorias que para o passageiro são muito importantes. Algumas, fizemos já a partir de hoje: mudamos o sistema de som do aeroporto, fizemos uma contratação para melhorar a climatização do aeroporto, porque hoje ele é um pouquinho quente; a gente já implementou um wi-fi totalmente diferente do que a gente tinha, que vai permitir todos os passageiros ficarem 24 horas conectados”, afirmou o CEO da Zurich Airport Brasil, Ricardo Gesse.

O representante da empresa ainda afirmou que a empresa vai trabalhar com o poder público, além de companhias aéreas, para aumentar a atração de turistas e passageiros ao Rio Grande do Norte. De acordo com ele, a previsão é de que o terminal receba 2,8 milhões de passageiros ao longo de 2024.

O diretor ainda afirmou que o hub dos Correios, anunciado para o terminal, deverá ampliar a capacidade logística da região. “Diversos outros negócios vão acontecer tendo a âncora logística dos Correios”, afirmou.

A Zurich Airport já está em outros quatro outros aeroportos no país: tem participação no Aeroporto de Confins e opera os aeroportos de Macaé, Vitória e Florianópolis.

Fonte: g1 RN