Sobrinho de Marina Silva é assassinado em bairro de Rio Branco (AC) em que há disputa entre facções

Reprodução

O sobrinho-neto da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), foi assassinado na tarde desta terça-feira, 6, em Rio Branco, no Acre. Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, foi morto com pelo menos três tiros no bairro Taquari, dominado pela disputa entre facções do tráfico de drogas.

De acordo com reportagem do portal G1 do Acre, Cauã estava no quarto quando sua casa foi invadida por homens armados. Eles teriam entrado no cômodo “abrindo fogo”.

No fim da noite, Marina lamentou a morte do sobrinho-neto em postagem no Twitter/X. A ministra afirmou que o rapaz foi “vítima da criminalidade que destrói vidas principalmente de jovens de bairros da periferia”.

“Com imenso pesar e dor, recebo a notícia de que meu sobrinho-neto Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, foi assassinado nesta terça-feira (6/2) em Rio Branco, no Acre. Cauã foi vítima da criminalidade que destrói vidas principalmente de jovens de bairros da periferia do nosso país.…”(Marina)

A Polícia Civil do Acre está investigando o crime. A corporação informou que o caso será encaminhado a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em entrevista ao jornal O Globo, o chefe de gabinete do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), coronel Paulo Cézar Gomes da Silva, destacou ser “difícil dizer até o momento” se o crime estaria ligado ao tráfico de drogas, considerando o confronto entre facções no bairro de Cauã.

O presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva usou as redes sociais para lamentar o crime. Os deputados federais Chico Alencar (Psol-RJ), Sâmia Bonfim (Psol-SP) e Benedita da Silva (PT-RJ0 também publicaram mensagens de condolências.

Revista Oeste

Fonte: Blog do BG