Ribeira ganha música com versos de protesto e otimismo sobre o presente e o futuro do bairro

Um dos bairros mais tradicionais de Natal, a Ribeira, virou música. “Riba Ribeira” passa pela resistência do comércio, serviços e iniciativas culturais que contam a história da capital potiguar. A canção estará disponível em plataformas digitais nesta sexta-feira (24).

A música visa dar visibilidade ao que permanece ativo e atrair novas pessoas ao bairro, com versos de protesto e otimismo sobre o presente e o futuro da Ribeira. Com vida na voz da cantora Ana Tomaz, a canção foi composta pelo jornalista Octávio Santiago, autor da pesquisa e curadoria para o projeto “Enquanto eu existir”, publicação sobre o que ainda remanesce no bairro.

Para Ana, foi fácil sentir a música porque ela também consome a Ribeira e tem no bairro inspiração. “Acredito que todos nós, que vivemos a cidade, sentimos a Ribeira e tudo o que acontece com ela. Em cada nota, essas angústias e expectativas se manifestam com muita fluidez e verdade”, conta a cantora.

A publicação “Enquanto eu existir”, resultado da pesquisa de Octávio, será disponibilizada a partir da próxima semana, gratuitamente, na Ribeira. O projeto tem o apoio do Sebrae-RN, por meio do edital de Economia Criativa de 2023.

“Muito se fala sobre a Ribeira que foi e a que deveria ser, mas pouco ou nada sobre a Ribeira que existe hoje. Esse encontro com o que ainda acontece no bairro acabou dando origem a versos, alguma coisa entre um pedido de ajuda e uma declaração à nossa memória e identidade”, explica o compositor.

A produção musical é Iury Matias, que também participou da captação dos instrumentos e da voz junto com Miguel Sampaio. A mixagem e a masterização foram feitas por Eduardo Pinheiro.

Para ouvir a música, é só digitar “Riba Ribeira” nas plataformas de áudio Spotify, Apple Music, Deezer, Amazon Music e Tidal.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp e receba no seu celular as notícias do estado

Fonte: g1 RN