Prefeito de Tangará, RN, é afastado do cargo e terá que passar por perícia neurológica, determina Justiça

A Justiça afastou do cargo o prefeito de Tangará, Doutor José Airton Bezerra (PDT), e determinou que ele passe por uma perícia neurológica, para ter suas capacidades mentais avaliadas por profissionais de saúde especializados.

Com a decisão de afastamento provisório, a gestão do município localizado no Agreste potiguar foi assumida na noite desta sexta-feira (15) pelo vice-prefeito Augusto Cesar Emmanuel Pinheiro e Alves (PL).

A ação com pedido de interdição e curatela provisória foi aberto por um dos seis filhos do prefeito, que alegou que uma das irmãs estaria impedindo o acesso dos demais ao pai.

Embora a ação tramite em segredo de Justiça, a decisão pelo afastamento do prefeito foi lida durante sessão no plenário da Câmara, na noite de sexta-feira (15). Após o ato, a Câmara empossou Augusto Alves como prefeito.

“É um momento delicado, que está passando nosso município. Infelizmente, muito se acredita que nosso prefeito, Dr. Airton, esteja passando por uma dificuldade de saúde muito grande. E aqui eu estou para cumprir com meu papel, com meu dever de estar à frente do município, de mãos dadas com as instituições, para que possamos fazer cumprir o que está precisando”, afirmou.

Na ação judicial, o filho do prefeito afastado relatou que Airton tinha casos de esquecimentos, que foram se agravando. Atualmente, ainda segundo o autor da ação, o prefeito já não discernia as coisas apropriadamente, tinha raras aparições públicas e indícios de possuir Alzheimer.

No município, foram apresentados três pedidos de impeachment contra o prefeito, nos últimos meses, mas nenhum avançou. Os autores alegavam a ausência de Airton e que a gestão estava centralizada na filha dele, a secretária de Administração Elane Varela Bezerra Domingues. Na ação, o juiz manteve a curatela provisória do prefeito sob responsabilidade dela.

Segundo a presidente da Câmara de Tangará, Ana Lourdes Viana da Silva, a perícia médica do prefeito afastado foi marcada para o dia 26 de dezembro.

“Ele vai ser avaliado por uma junta médica de neurologia. Caso passe, ele volta. Se não, permanece o prefeito que foi empossado ontem (sexta-feira, 15)”, disse.

Fonte: g1 RN