Jadson André e companhia: Surfistas potiguares se reúnem em encontro de gerações em Natal

Um encontro na tarde desta quinta-feira em Natal reuniu gerações distintas de surfistas potiguares na praia de Ponta Negra, um dos principais pontos turísticos da cidade e berço do esporte no Rio Grande do Norte.

Estiveram no encontro: Jadson André (com mais de 10 temporadas na liga mundial de surfe), Danilo Costa e Marcelo Nunes (que integraram a elite mundial no início dos anos 2000), e Mateus Sena (campeão pan-americano de surfe em 2022).

O local escolhido não foi em vão: Ponta Negra é a praia onde todos eles surfaram as primeiras ondas e despontaram para o Brasil e para o mundo.

A “reunião” de última hora foi uma ideia do fotógrafo Fidel Dantas, que iria encontrar apenas Marcelo Nunes – que hoje mora na França e está passando férias em Natal – para uma sessão de fotos, e, então, decidiu tentar reunir os outros surfistas para aquele momento.

– Eu disse que ia chamar o Jadson [André], e então o Marcelo disse que seria perfeito, já que fazia muitos anos que não o via. É um cara que está em alta, tem uma ligação muito grande, foi o Marcelo quem deu a primeira prancha para ele surfar – contou Fidel.

O encontro foi postado também nas redes sociais de Jadson André, que teve um ano difícil na WSL por conta de uma lesão em fevereiro que o tirou da temporada.

Além da prancha dada por Marcelo, ele citou na postagem ainda que Danilo foi quem levou o primeiro contrato para ele assinar como surfista. “Dois ídolos e uma gratidão eterna”, escreveu.

Fidel decidiu também convidar Danilo para entrar no mar de última hora.

– Acho que em meia hora a gente conseguiu organizar todo esse encontro entre eles e também o Mateus, que estava em Natal, e a gente fez questão de chamar porque seria uma quarta geração – disse.

A sessão de fotos, então, virou um registro histórico de gerações que atravessam pelo menos 20 anos do surfe potiguar.

Danilo conta que a tarde foi de muito surfe e também de muita lembrança das trajetórias dos atletas. Ele e Marcelo, dois dos principais nomes do esporte no início dos anos 2000 no Rio Grande do Norte, não se viam há pelo menos cinco anos. Marcelo atualmente mora na França.

– Foi um prazer encontrar o Jadson, o Marcelo e também o Mateus, que é um atleta da nova geração, um grande expoente que já está despontando agora no profissional. Foi um prazer enorme nos reunirmos e lembrar de muitas histórias que temos no circuito mundial, no circuito brasileiro. Foi uma tarde de alegria – disse.

O mais novo entre eles era o jovem Mateus Sena, campeão pan-americano em 2022.

– Foi muito legal esse encontro com atletas que sempre foram meus ídolos. Surfar com eles no quintal de casa, ouvir os conselhos, isso tudo não tem preço. Todos eles são exemplos e me inspiram a ser cada dia melhor e querer chegar onde eles chegaram – disse.

Fonte: g1 RN