Infestação de lagartas atinge plantações de mandioca em cidade do interior do RN

Plantações de mandioca na cidade de Lagoa Nova, na região Seridó do Rio Grande do Norte, sofrem com uma infestação de lagartas. O problema começou nesta semana e foi registrado pelos agricultores (veja vídeo).

De acordo com o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN), a lagarta é da espécie mandarová-da-mandioca, considerada a principal praga que atinge esse tipo de plantação.

Segundo o Emater – que enviou uma equipe para avaliar o cenário na região -, essa infestação pode ocorrer em qualquer época do ano, mas costuma acontecer antes de períodos chuvosos e de seca.

A Secretaria de Agricultura de Lagoa Nova informou que a cidade passa por um período de estiagem e que não chove na cidade há cerca de 30 dias, que pode ter contribuido para a proliferação da praga.

A mandioca é o principal cultivo da agricultura na cidade de Lagoa Nova, segundo a prefeitura. Os agricultores atingidos pela praga contaram que colheita estava prestes a ser feita após 11 meses, mas que, diante do problema, foi necessário o adiamento por mais dois meses.

Os trabalhadores estimam uma perda de cerca de 10% da produção total, além dos custos financeiros a mais para limpeza do terreno. Eles disseram que não é a primeira vez que isso ocorre. Além das plantações, as lagartas chegaram a entrar nas residências.

Diante da dificuldade para eliminação imediata da praga, a Emater recomendou que, para o prejuízo ser menor, os agricultores devem variar as plantações neste período, fazendo cultivo de feijão e milho, por exemplo, que não são atacados pela espécie.

📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp e receba no seu celular as notícias do estado

Fonte: g1 RN