OUÇA AO VIVO

Pai de atirador do ES comprou livro de Hitler para o filho, diz polícia

O atirador de 16 anos que atacou duas escolas em Aracruz (ES) ganhou o livro escrito por Adolf Hitler de presente do próprio pai, segundo a polícia. Ele é filho de um tenente da PM, que chegou a compartilhar a imagem da capa da publicação em sua rede social. Proibida em algumas cidades do país, a obra “Minha Luta” foi escrita pelo ditador nazista em 1923 para disseminar ideias antissemitas.

Nos ataques, ocorridos na última sexta-feira (25), o autor do crime matou quatro pessoas e feriu 12. Os pais do adolescente foram intimados para prestar depoimento hoje pela Polícia Civil de Aracruz.

Atirador disse ter lido trechos de livro de Hitler. O atirador, que apareceu nas imagens registradas da ação com uma suástica no braço direito de um uniforme camuflado, confirmou em depoimento ter lido trechos do livro de Hitler.

A informação foi confirmada pelo delegado André Jaretta nessa segunda-feira (28), após entrevista coletiva concedida em Vitória (ES). Ele disse inclusive que a obra foi apreendida pelos agentes.

“Esse adolescente leu parte desse livro”, disse o delegado, responsável pela investigação do caso.

UOL

Postado em 29 de novembro de 2022 - 7:32h