(84) 9 9986-1150

Proibido, cigarro eletrônico ainda é vendido em Natal

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) manteve, na semana passada, a proibição da venda de cigarros eletrônicos no País, mas basta uma busca rápida nas redes sociais para que os dispositivos sejam facilmente encontrados em Natal.

Os cigarros eletrônicos, vapes ou pods custam entre R$ 100 e R$ 399 em sites de compra e venda, com diferentes formatos, tamanhos, funções, sabores e aromas. Também é possível encontrar os dispositivos nas mãos de vendedores ambulantes, que costumam circular pela noite da capital.

Apesar da proibição, não há nenhuma restrição legal em relação ao uso do cigarro eletrônico. Em outras palavras, comprar um vape é ilegal, mas usá-lo não. A médica oncologista Danielli Matias critica a falta de regulamentação.

“A proibição da Anvisa é mais uma corroboração de que o cigarro eletrônico faz mal, mas isso não impede a venda clandestina. Ela continua e na verdade eu acho que só aumenta porque em todo grupo de jovens você vê o uso difundido. Infelizmente. Demoramos tanto a ter um avanço na diminuição do uso do cigarro tradicional e agora vem essa outra forma de fumar a nicotina”, relata.

Tribuna do Norte

Postado em 13 de julho de 2022 - 7:32h