(84) 9 9986-1150

Quatro são presos por suspeita de fazer provas teóricas do Detran/RN no lugar dos verdadeiros candidatos

Uma operação da Delegacia Especializada de Defesa do Patrimônio Público e do Combate à Corrupção (Deccor) da Polícia Civil, com o apoio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RN), prenderam, nesta sexta-feira 11, quatro suspeitos de fazerem provas teóricas do Detran/RN no lugar dos verdadeiros candidatos. Segundo a Polícia Civil, o crime acontecia na unidade do Via Direta, na Zona Sul de Natal. Eles foram autuados em flagrante delito pela suspeita das práticas dos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica e prevaricação.

Segundo as investigações, um suspeito com a conivência de servidores do órgão, ocupava o local de aplicação da prova do verdadeiro candidato, que era dispensado ainda com a prova em curso. No decorrer do trabalho investigativo, foram identificados três servidores e um terceirizado que, segundo a Polícia Civil, já trabalhou na unidade.

As investigações começaram no início de fevereiro, com a direção do Detran/RN oficiando à DECCOR com imagens de locais de prova. Ainda de acordo com as investigações, a verificação de documentos oficiais nas provas, mediante a presença do suspeito fraudador, era feita somente do verdadeiro candidato. O suspeito que ficava para realizar a prova falsamente já costumava ficar no local, aguardando o momento de entrar na sala e dar continuidade à prova de forma indevida.

Para o verdadeiro candidato ser dispensado, não havia justificativa; conforme constatou a investigação, ele simplesmente recebia um sinal de um servidor do Detran e saia da sala antes de acabar a prova, momento em que o falso candidato atuava na conclusão do exame teórico. As investigações sinalizaram que este esquema de fraude era praticado há, aproximadamente, três meses.

Os quatro suspeitos foram conduzidos até a delegacia; três pagaram fiança e foram liberados e um dos suspeitos foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Agora RN

Postado em 12 de março de 2022 - 5:14h