Corpo de turista que morreu ao cair de falésia em Pipa é trasladado para Roraima

O corpo da turista que morreu após cair com um quadriciclo, na tarde de quarta-feira (17), de cima de uma falésia na praia de Pipa, no município de Tibau do Sul, litoral do Rio Grande do Norte começou a ser trasladado para Roraima na manhã desta sexta-feira (19), em um avião. A informação foi confirmada por familiares da vítima.

O corpo de Ana Carla Silva de Oliveira, de 31 anos, que era servidora da Assembleia Legislativa de Roraima, foi liberado do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte na tarde de quinta-feira (18), após passar por exames periciais e identificação oficial.

O voo segue para Manaus, capital do Amazonas. De lá até Boa Vista, o corpo será transportado por carro. A previsão, segundo familiares, é de que o caixão chegue à cidade por volta da meia-noite, início da madrugada de sábado (20).

O velório deve começar às 2h da madrugada e seguir até às 14h do sábado em uma funerária de Boa Vista. O sepultamento está agendado às 17h do sábado na Vila do Taiano, no município de Alto Alegre, em Roraima.

O companheiro e o irmão de Ana Carla Silva de Oliveira também voltam para Boa Vista em um voo que sairá do Rio Grande do Norte na tarde desta sexta-feira (19). Eles também devem pousar em Manaus e seguir de carro até Boa Vista.

A outra vítima do acidente, que está internada no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, seguirá em Natal, durante a recuperação médica. A mãe dela saiu por volta das 12h desta sexta-feira (19), de Manaus, em um voo para Natal, a fim de acompanhar a filha na unidade de saúde. A mulher deixou a UTI na tarde de quinta-feira (18) e foi levada para a enfermaria, com quadro de saúde estável. Ela teve fratura nas pernas.

O quadriciclo onde estavam duas mulheres caiu de uma falésia entre as praias de Pipa e Simbaúma, em Tibau do Sul, no litoral Sul potiguar, por volta das 16h40 da última quarta-feira (17). A queda foi de aproximadamente 30 metros de altura. Uma das vítimas morreu ainda no local do acidente. A outra foi socorrida e levada pelo helicóptero da Secretaria Estadual de Segurança Pública para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, em Natal, com fraturas nas pernas.

As vítimas são Ana Carla Silva de Oliveira, de 31 anos, que morreu no local do acidente, e uma cunhada dela, de 29 anos, que está internada no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Ana Carla era servidora no gabinete de um deputado na Assembleia Legislativa de Roraima.

O companheiro de Ana Carla, Fábio Lago, e o irmão dela também estavam em Pipa, mas não faziam parte do passeio com quadriciclo. Eles souberam do acidente ao receberem uma ligação da assistente social do hospital.

O grupo de turistas tinha passado cinco dias em Pernambuco, passaria cinco dias no Rio Grande do Norte e, encerrariam a viagem na Paraíba.

LEIA TAMBÉM

Esse não é o primeiro acidente com vítima fatal que ocorre nas falésias de Pipa envolvendo quadriciclos. Em novembro de 2022, um turista carioca morreu após cair também de quadriciclo no trecho conhecido como Chapadão. Jouber Manhaes tinha 68 anos de idade.

Outros acidentes também foram registrados no trecho. Em julho do ano passado, duas irmãs caíram da falésia e uma delas, de 26 anos, precisou passar por uma cirurgia no antebraço.

Em novembro de 2021, um turista de Fortaleza, de 19 anos, também despencou de uma altura de 30 metros do Chapadão com um quadriciclo. Ele teve fraturas no fêmur e na coluna, passando por cirurgias após ser socorrido.

Em setembro de 2020, uma turista grávida e o namorado perderam o controle do quadriciclo e caíram do Chapadão. Os dois foram resgatados conscientes.

Fonte: g1 RN