Com novo crime neste sábado (2), RN passa de 2 mil metros de cabos de energia furtados em menos de uma semana

Bandidos derrubaram quatro postes e furtaram mais 300 metros de cabos de média tensão na zona rural de Touros, no litoral Norte, na madrugada deste sábado (2), segundo informou a distribuidora de energia do estado, a Neoenergia Cosern.

O crime deixou pelo menos 2,5 mil pessoas sem abastecimento de energia incluindo, parte do município de São Miguel do Gostoso. Com isso, chegou a quatro o número de ações criminosas contra a rede de energia elétrica registradas o Rio Grande do Norte desde a última terça-feira (27).

Em menos de uma semana, mais de 2 mil metros de cabos foram furtados e o número de postes derrubados chegou a 10.

“Esses crimes já afetaram mais de 27 mil pessoas e serviços públicos essenciais como escolas, delegacias, postos de saúde, abastecimento de água, empresas de telecomunicações e famílias com serviços de homecare, além de supermercados, restaurantes e outros empreendimentos privados”, informou a Cosern.

Os criminosos atuaram em regiões diferentes do estado, com até 230 quilômetros de distância uma da outra nos casos registrados até este sábado (2).

Na sexta-feira (1), os bandidos furtaram 800 metros de cabos da rede de média tensão na zona rural de Areia Branca, deixando cerca de 2 mil pessoas sem energia na praia de Ponta do Mel.

Na terça-feira (27), os criminosos quebraram seis postes e roubaram 600 metros de cabos de alta tensão da linha de transmissão entre Macau e Guamaré, deixando 7.500 pessoas sem eletricidade durante dois minutos, incluindo uma geradora de energia eólica. O complexo serviço de recomposição e reenergização dessa rede foi concluído nessa sexta-feira (1).

Desde as primeiras horas de quarta-feira (28), quase 50 profissionais e 11 veículos com estrutura para atividades de maior complexidade estão trabalhando na reconstrução dos trechos alvos dos criminosos. “O trabalho é delicado e exige cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso estão alagado em função das chuvas registradas nos últimos dias”, informou a empresa.

No mesmo dia, criminosos furtaram 400 metros de cabos de alta tensão em Guamaré, deixando cerca de 16 mil pessoas sem energia durante quase 10 horas entre 20h55 de quarta (28) e 6h46 de quinta-feira (29).

De 1º de janeiro até este sábado (2), o Centro de Operações Integradas (COI) da Neoenergia Cosern registrou cerca de 260 faltas de energia provocadas por furto de cabos e de outros equipamentos da rede elétrica em todo o estado. O crime já deixou 460 mil potiguares sem energia por até cinco horas, em média. Em 2023, cerca de 800 mil potiguares foram afetados pelo crime de furto de cabos da rede elétrica.

Fonte: g1 RN