Bar gay em São Paulo inaugura mamódromo com suruba beneficente

Foto: Reprodução

O Dédalos, bar gay no centro de São Paulo, inaugurou no sábado (13) um espaço dedicado à prática de sexo oral, batizado de mamódromo. O lançamento foi durante uma suruba beneficente.

A inovação do mamódromo do Dédalos são poltronas desenvolvidas para a prática de sexo oral. Elas são feitas de tal forma que a pessoa não precisa ficar curvada, além de não precisar se ajoelhar no chão.

Eles ficam sentados em frente a um paredão onde há aberturas de 80 centímetros para os interessados, escondidos em outro cômodo, colocarem seus pênis.

“Foi algo bem trabalhoso e pensado para melhor diversão da galera”, diz o proprietário, Fernando Diniz.

A atração, alocada em uma salinha, foi instalada no segundo andar do clube. Este, aberto 24 horas, ainda possui outros pontos chamativos, caso de um labirinto cujo objetivo é a perdição, espaço com games e um cinema com imenso acervo pornográfico entre homens.

Outro evento, porém, promete ofuscar por algumas horas a estreia do mamódromo. É a suruba beneficente, um ato de caridade promovido no Dédalos de tempos em tempos. Parte do montante arrecado na bilheteria para a festa é revertido ao projeto Bichos do Gueto, um abrigo de animais na Vila Guilherme, zona norte paulistana.

Entrada para a confraternização de corpos custa R$ 50. Já em dias normais, paga-se R$ 33. Há, entretanto, datas temáticas com promoções a depender do público-alvo. Por exemplo, ocorrem todos os meses farras específicas para policiais e estudantes.

Algumas regras imperam para o bom funcionamento do local: na portaria, deve ser apresentado documento de identificação com foto. É proibido cochilar no local, mesmo com o esgotamento físico. Lá, drogas não são comercializadas. Garotos de programa são proibidos de trabalhar nas dependências. Por fim, o período máximo de permanência é um dia.

Folha de S. Paulo

Fonte: Blog do BG