ÁUDIO: Domingos Brazão diz que PF pode ter estratégia para despistar sobre caso Marielle

 

 

Uma publicação compartilhada por Metrópoles (@metropoles)

Domingos Brazão, político de longa carreira no Rio e atual conselheiro do Tribunal de Contas do estado, disse, em entrevista ao Metrópoles, que o uso de seu nome nas investigações do caso Marielle Franco pode ser parte de uma estratégia dos executores do crime para proteger alguém.

“Outra hipótese que pode ter é que a própria Polícia Federal (PF) está fazendo um negócio desses e me deixando sangrar por ter uma outra linha de investigação. E eles vão surpreender todo mundo”, disse.

A temperatura sobre Brazão está aumentando com a notícia de que ele teria sido delatado pelo PM reformado Ronnie Lessa como mandante do ass4ssinato da vereadora em 2018, em crime que também vitimou seu motorista, Anderson Gomes. A delação ainda não foi homologada pela Justiça.

Em entrevista exclusiva ao Metrópoles, Brazão diz viver um drama injusto. “Mas não tira mais meu sono”, afirma.

Metrópoles

Fonte: Blog do BG