Após quase 1 ano, inquérito sobre genocídio Yanomami não foi concluído

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O inquérito da Polícia Federal (PF) que investiga a suspeita de genocídio contra os indígenas Yanomamis vai completar um ano sem ter sido concluído. A apuração começou após determinação do ministro da Justiça, Flávio Dino, em 23 de janeiro do ano passado.

Ao Metrópoles a PF informou que as investigações seguem em andamento, e “não entende ser conveniente tecer informações neste momento”.

A Superintendência da PF, em Roraima, responsável pelo inquérito, alegou que não há fontes disponíveis para tratar do assunto. Também não foram atendidos os pedidos da reportagem por mais detalhes sobre o caso, como prazo para conclusão e tipos de diligências realizadas.

Metrópoles

Fonte: Blog do BG