(84) 9 9986-1150

Policial stalker é condenada a indenizar ex-namorado em R$ 50 mil

A agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Rafaela Luciane Motta Ferreira, 40 anos, deverá pagar R$ 50 mil ao ex-namorado por danos morais. A 22ª Vara Cível de Brasília entendeu que o homem teve a honra ferida quando, em 2017, Rafaela mentiu sobre ter sido agredida fisicamente e sofrido violência sexual.

Na época do caso, o homem chegou a ser preso. A decisão judicial, publicada nesta quarta-feira (1º/6), considera que o caso é grave, pois houve instauração de processo policial contra o homem.

Segundo o processo, Rafaela invadiu a casa do ex-namorado, armada e com farda. Ela teria o ameaçado de morte, o acusado falsamente de agredi-la e estuprá-la. Em seguida, ela teria se machucado e acionado a polícia.

Ainda segundo o documento, ao chegar na delegacia, ela mentiu sobre o que havia ocorrido, o que acarretou na prisão do ex-namorado. O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) arquivou o inquérito policial pois as acusações feitas por Rafaela não podiam ser provadas.

O MP pediu à Corregedoria Geral da Polícia Civil do Distrito Federal a instauração de inquérito policial pela prática do crime de denunciação caluniosa. A juíza Natacha Naves entendeu que não havia dúvidas de que a moral do homem havia sido atacada pelo comportamento de Rafaela.

Metrópoles

Postado em 3 de junho de 2022 - 11:41h