(84) 9 9986-1150

Caso Miguel: ‘Por mim, seria prisão perpétua’, diz mãe do menino sobre sentença de Sari Corte Real

A condenação a oito anos e seis meses de prisão para Sari Corte Real pela morte do menino Miguel Otávio após cair do 9º andar de um prédio de luxo no Recife em 2 junho de 2020, não agradou a Mirtes Renata Santana de Souza, de 35 anos, mãe da criança de 5 anos.

Ela acredita que deveria ter sido maior a pena para a ex-patroa por abandono de incapaz com resultado morte, determinada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) na terça-feira (31).

“Por mim, seria prisão perpétua, mas infelizmente aqui no Brasil não tem isso. Então era para ter a pena máxima, de 12 anos”, afirmou Mirtes.

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta (1º) no Recife, a mãe de Miguel reforçou que seus advogados vão recorrer da sentença judicial. Mirtes contou que, para ela, só haverá Justiça pela morte do menino quando Sari estiver presa.

“A gente só vai ficar satisfeito mesmo quando Sari tiver atrás das grades. Essa é a justiça que eu quero. Não só Sari condenada, mas presa. Atrás das grades, porque ela cometeu um crime. Então ela não é diferente, ela tem que ficar também”, declarou a mãe de Miguel.

G1

Postado em 2 de junho de 2022 - 12:03h