(84) 9 9986-1150

Idoso internado em UTI morre após outro paciente desligar aparelho

Após investigação realizada pelo Polícia Cívil do Distrito Federal (PCDF), o Governo do Distrito Federal foi condenado pela morte de Arlindo Gomes de Araújo, de 90 anos. O idoso, internado no Hospital Regional de Taguatinga na época, morreu depois que outro paciente desligou os seus aparelhos respiratórios

Após a família da vítima entrar na justiça, o governo do DF foi condenado a pagar R$ 40 mil de indenização. O GDF recorreu e uma nova decisão deve ser divulgada nesta semana.

O caso aconteceu em junho de 2020.
Arlindo foi internado após passar mal dentro de casa. “Por ser questão respiratória, ele precisava ficar ligado aos aparelhos. Quando tirava os oxigênios, ele piorava”, relata o advogado da família, Renato Araújo.

Segundo a investigação da PCDF, os aparelhos teriam sido desligados por um paciente de 78 anos. A ação não foi testemunhada, mas segundo os médicos do hospital, o ato foi confessado pelo paciente, que ainda de acordo com os relatos dos médicos, vinha dando trabalho.

Ele também faleceu.

Jair Sampaio

Postado em 24 de maio de 2022 - 7:23h