(84) 9 9986-1150

Cachorro encontrou corpo de empresária desaparecida há 2 anos em SP

O corpo de Lucilene Maria Ferrari, empresária que desapareceu aos 48 anos e teve a morte confirmada pela polícia nesta terça-feira (26), foi encontrado por um cachorro em uma área de canavial em Porto Ferreira, cidade onde ela era dona de um pequeno hotel.

Segundo Gisele Ferrari, prima da vítima, a ossada foi localizada em uma área rural perto do município vizinho de Pirassununga. Um cachorro pertencente a trabalhadores rurais encontrou o corpo em uma pequena cova coberta com cimento e cal, e a polícia foi chamada. Após a análise da arcada dentária e exames de DNA, ficou comprovado que se tratava da empresária.

“Deus é tão maravilhoso que nos permitiu achar, mesmo nas circunstâncias que são”, afirmou Gisele, que, apesar da tristeza, diz ter algum conforto na possibilidade de enterrar a parente. “Agora eu estou em luto. Tenho onde colocar ela e saber que eu posso ir lá chorar”, disse.

Ao mesmo tempo, Gisele pede justiça. Ela entende que Vanderlei Meneses — que era companheiro de Lucilene e chegou a ser preso na investigação pelo desaparecimento da empresária — é o responsável pelo crime. “Eu quero ele na cadeia, é uma questão de justiça”, disse. “Sempre ouvi falar que sem corpo não tinha crime. Agora, não falta mais nada”, completou.

Vanderlei negou ter praticado o crime e afirmou que Lucilene estaria viva. Ela desapareceu em 24 de dezembro de 2019.

R7

Postado em 27 de abril de 2022 - 12:50h