(84) 9 9986-1150

“Bolsonaro disse que áudio não tem nada demais. Estou firme”, diz Milton Ribeiro

Em entrevista à emissora CNN, nesta quarta-feira (23/3), o ministro da educação, Milton Ribeiro, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) lhe assegurou que os áudios vazados sobre um suposto favorecimento de pastores no ministério não são “nada demais” e que não pretende tirá-lo do cargo. “Estou firme”, ressaltou Ribeiro.

O ministro confirmou que atendeu aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura a pedido de Bolsonaro, mas negou qualquer solicitação de favorecimento por parte de presidente. “Ele só pediu ‘Milton, você pode receber?’. Em nenhum momento o presidente pediu um tratamento especial. Não pediu para atender, pediu para receber”, explica. “Eles pediram a audiência, o presidente pediu para mim e eu atendi”.

Questionado sobre qual a relação que Bolsonaro teria com os pastores, no entanto, Ribeiro afirmou não saber e que não caberia a ele questionar o presidente a respeito.

Segundo o ministro, esses pedidos de atendimento de pastores acompanhados de prefeito são corriqueiros na pasta. “Eu recebo muitas pessoas no Ministério da Educação (MEC), inclusive sem mandato. Como que eu vou fazer uma seleção e não aceitar receber pastores?”, afirma. “Se for provado que eles fizeram [desvio de verbas], eu fui enganado”.

Metrópoles

Postado em 24 de março de 2022 - 7:03h