(84) 9 9986-1150

Potiguar viaja por todas as cidades do RN de bicicleta: ‘Força mental e determinação’

Um potiguar percorreu de bicicleta todas as 167 cidades do o Rio Grande do Norte. Ao todo, foram mais de 6 mil quilômetros pedalados pelos municípios do estado.

A aventura durou, ao todo, 11 meses, mas não consecutivamente: ela foi dividida em três etapas. Além disso, a ideia era fazer a rota sem pressa, curtindo o trajeto, conhecendo as paisagens e conversando com moradores.

“Eu percorri muito o Alto Oeste de carro e eu sonhava em fazer a volta no RN [nas cidades das extremidades] e depois conhecer todo o estado. Então implementei a ‘Volta do RN’ e depois o ‘RN de Bike’ levando a mensagem da utilização da bicicleta como meio de transporte e qualidade de vida para nossa população”, contou o aposentado e ultramaratonista Josias Paulo de Medeiros.

Por dia, o aposentado pedalava mais de sete horas. As paradas eram para refeições e para dormir. Diariamente, ele conta que passava por três a cinco cidades.

Para esse desafio, foi necessária muita preparação física e estudo dos caminhos que precisavam ser seguidos.

“Eu passei vários momentos em que sentava ao lado da pista e pensava no que eu estava fazendo ali. Mas a minha força mental, a minha capacidade, a minha determinação me levavam à próxima cidade”, disse.

A preparação física também precisou ser direcionada para a aventura. O esforço físico fez precisar da ajuda de fisioterapeutas em duas cidades. Na última viagem, mesmo com 6 refeições por dia, Josias chegou a perder 5 quilos em 18 dias.

Etapas

Percorrer esse trajeto era um sonho do aposentado que surgiu há 8 anos e começou a se realizar em março do ano passado, quando Josias fez uma viagem por 108 municípios com mais quatro ciclistas. No trajeto longo, eles contaram com o apoio de ciclistas de cada uma das cidades.

No segundo semestre de 2021, Maciel fez outra viagem para conhecer 18 cidades no Agreste e em regiões vizinhas e, há dezoito dias, resolveu concluir o trajeto de conhecer todo o estado de bicicleta, conhecendo as ultimas 41 cidades que restavam.

Uma viagem tão longa exigiria custos financeiros muito elevados, mas com a divulgação de amigos pelas redes sociais em cada lugar que passava Josias era recebido em casa por alguém que o ajudava.

“A gente até fala uma brincadeira que de carro você vê a paisagem e que de bicicleta você é a própria paisagem, você faz parte dela. Quando viaja de carro, você só vê as placas de trânsito na entrada da cidade. E de bicicleta, por a gente andar numa velocidade bem inferior, você tem tempo de observar as coisas que tem em volta. Pra quem vive o ciclismo, a lição de vida que a gente vê, o olhar de uma criança, que ela fica admirada com a gente, um idoso dar tchau. É incomparável”, relata André Medeiros, que acompanhou o amigo Josias em algumas cidades.

G1RN

Postado em 3 de março de 2022 - 12:04h