(84) 9 9986-1150

Açude em Santa Cruz recebe águas após 5 anos completamente seco

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nessa segunda-feira (21), indica que o açude Inharé, localizado em Santa Cruz, depois de 5 anos seco, recebeu águas das últimas chuvas e acumula 1.854.850 m³, equivalentes a 10,54% da sua capacidade total, que é de 17.600.000 m³. A última vez que o manancial atingiu este volume foi em outubro de 2015.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior manancial do RN, acumula 1.100.136.075 m³, correspondentes a 46,36% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No início de fevereiro, o reservatório acumulava 1.096.750.351 m³, correspondentes a 46,22% da sua capacidade total.

O açude Campo Grande, localizado em São Paulo do Potengi, acumula 6.691.812 m³, percentualmente, 28,92% da sua capacidade total, que é de 23.139.587 m³. No dia 3 de fevereiro, o manancial estava com 6.581.667 m³, equivalentes a 28,44% da sua capacidade total.

O açude Pataxó, localizado em Ipanguaçu, acumula 3.758.290 m³, correspondentes a 25,03% da sua capacidade total, que é de 15.017.379 m³. No início de fevereiro, o reservatório estava com 3.658.190 m³, equivalentes a 24,36% da sua capacidade.

O açude Alecrim, localizado em Santana do Matos, acumula 1.065.000 m³, correspondentes a 15,21% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No início de fevereiro, o manancial estava com 930.000 m³, equivalentes a 13,29% da sua capacidade total.

No Minuto

Postado em 22 de fevereiro de 2022 - 11:47h