(84) 9 9986-1150

Mulheres acusam líder espiritual por abuso sexual e psicológico

O líder espiritual Jair Tércio Cunha Costa, de 63 anos, ex-grão-mestre de uma loja maçônica na Bahia, é acusado de abuso sexual e psicológico por ao menos 14 mulheres. As informações são do portal G1.

As denúncias são investigadas pelo Ministério Público da Bahia (MPBA). Uma das vítimas é a pedagoga Tatiana de Amorim Badaró, que disse ter buscado amparo emocional com o líder espiritual após ficar grávida, quando tinha 16 anos de idade.

A mulher contou que foi abusada entre 2002 e 2014. “Ele se aproveitou de um momento de extrema fragilidade. A partir daí eu perdi minha vida”, contou.

“Ele disse que precisava equilibrar minha energia. Na primeira noite foi só isso, na semana seguinte passou a mão em mim dizendo que estava equilibrando meus chacras e, na seguinte, ele penetrou dizendo que precisava jogar a energia dele dentro de mim”, contou a vítima, ao Fantástico, da TV Globo.

De acordo com a promotora Gabriela Manssur, que está à frente das investigações, os abusos foram cometidos por um longo período de tempo. “Se prolongam no tempo, fazendo com que elas entendam que aquilo faz parte de um ritual, de um tratamento”, disse, ao evidenciar que as vítimas foram estupradas ainda quando meninas.

Jair Sampaio

Postado em 3 de agosto de 2020 - 12:17h